Lula pede para receber Ciro Gomes e líderes de movimentos estudantis

A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso desde o último dia 7, entrou com um pedido nesta sexta-feira (20) para que o petista possa receber a visita do pré-candidato à Presidência Ciro Gomes, além de estudantes do movimento e petistas. No pedido encaminhado à juíza federal Carolina Lebbos, o ex-presidente diz que "não se opõe" a receber os visitantes, "registrando adicionalmente que deseja vê-los". As informações são do portal UOL Notícias.

Todos os envolvidos no pedido de Lula já haviam solicitado anteriormente autorização para visitar o ex-presidente na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba. De acordo com a defesa do ex-presidente, o pedido protocolado nesta sexta deve ser acatado devido à "relação de amizade" entre Lula e os que querem visitá-lo, o que corresponde à legislação sobre visitas à presos. A Lei de Execução Penal determina que presos podem receber "visita do cônjuge, da companheira, de parentes e amigos em dias determinados".

Apesar das tratativas entre PT e PDT para formar uma frente de esquerda para disputar as próximas eleições, Ciro Gomes afirmou na última segunda-feira (16) que gostaria de visitar Lula como um "velho camarada de mais de 30 anos" e não para discutir política.

Além de Ciro Gomes e líderes do movimento estudantil, Lula pediu autorização para receber visitas de:

• Zeca Dirceu, deputado federal (PT-PR) • Eduardo Suplicy, vereador pelo PT em São Paulo e ex-senador • Carlos Lupi, presidente do PDT • André Figueiredo, líder do PDT na Câmara • Marianna Dias, presidente da UNE (União Nacional dos Estudantes) • Pedro Gorki, presidente da Ubes (União Brasileira dos Estudantes Secundaristas) • Luiz Marinho, ex-ministro de Lula e pré-candidato do PT ao governo de São Paulo • Paulo Pimenta, líder do PT na Câmara • Wadih Damous, deputado federal (PT-RJ)

Fonte: UOL
Compartilhar no G+