Produtores descartam um milhão de rosas que murcharam durante greve

Produto ficou em estoque por tempo em excesso por falta de transporte do produto.

Produtores de flores tiveram de jogar fora um milhão de rosas que murcharam por falta de transporte para vendê-las durante à greve dos caminhoneiros, que chega ao 10º dia nesta quarta-feira (30). Com o estoque por tempo em excesso, as flores começaram a murchar e perderam valor de venda.

Os empresários do setor afirmam que ainda não calcularam o prejuízo com as perdas, mas é "algo em torno de milhões" de reais.

O material foi triturado na manhã desta quarta e será transformado em adubo para o plantio na região da Serra da Ibiapaba.

A região é a maior produtora de flores do Ceará e uma das maiores do Nordeste.

Os caminhoneiros mantêm paralisação por 10 dias em protesto contra o aumento do diesel, que quase dobrou no país desde 2016. O Governo Federal anunciou uma redução de R$ 0,46 no litro do combustível.

Nesta quarta-feira, os protestos no Ceará bloqueiam trechos da BR-226, BR-222 e BR-020.

Fonte: G1
Compartilhar no G+