Ceasa de Maracanaú volta a operar com 100% da capacidade e preços apresentam queda de até 57%

A batata-inglesa chegou a custar R$ 10,00 o quilo durante a greve dos caminhoneiros. (Foto:  Ceasa de Maracanaú/Divulgação)

Produtos como a batata-inglesa já está com seu preço normal. Custa R$ 3,80.

Uma semana após o término da greve dos caminhoneiros, a Ceasa-CE voltou a operar com 100% de sua capacidade nesta quinta-feira (7). Segundo o analista de mercado da central de abastecimento, Odálio Girão, a Ceasa está recebendo produtos de outros estados da região Nordeste, bem como do Sul, Sudeste e Centro Oeste do País.

“Produtos que estavam ausentes no mercado, como a laranja, campeã de vendas, voltou plenamente. Também voltou em grande escala o abacaxi, vindo da Paraíba e Rio Grande do Norte. O abacate, vindo de Minas Gerais e de São Paulo também está no mercado com boa oferta, além de outros produtos da região Sul do Brasil, como a maçã, a pêra e a uva. O morango, ausente do mercado desde o início da greve, voltou também em grande escala. Tudo isso contribuiu para que o mercado voltasse a operacionalizar de maneira completa”, destaca Odálio Girão.

Ainda segundo o analista de mercado da Ceasa, nas hortaliças o destaque fica por conta da batata-inglesa, que voltou também a ser ofertada no mercado, vinda de Minas Gerais, Bahia e São Paulo, vendida hoje a R$ 3,80 o quilo, o que representa uma queda de 57,78% no seu preço.

“Temos cebola vinda do R.G.do Sul e Pernambuco, com boa oferta, sendo vendida a R$ 4,25 o quilo. A cenoura, vinda de Minas Gerais e Bahia, também chega ao mercado em grande quantidade. Os preços estão caindo gradativamente e outros produtos como o repolho e o tomate, este último vindo tanto do Ceará quanto da Bahia e Pernambuco, também acompanham essa queda”, explica ele.

Os produtos do Ceará que estão no mercado com grande oferta são o milho verde (R$ 0,50 a espiga) e o feijão verde, vendido a R$ 5,00 o quilo.

Fonte: G1
Compartilhar no G+