Duas Crianças, uma idosa e um adolescente são mortos em tiroteios no Ceará

Duas crianças, uma idosa e um adolescente foram mortos durante tiroteios que se deram nas ruas, em três dias.

Duas crianças e uma idosa foram mortas, por ‘balas perdidas’; e um adolescente foi executado durante uma abordagem da Polícia Militar, de quarta até sexta-feira (1), no Estado. Vulneráveis, sem assistência, sem ter para onde fugir, são vítimas das balas que estão por toda parte e já ceifaram a vida de mais de 1.600 pessoas, somente neste ano, no Ceará.

As crianças, do sexo feminino, vítimas dos disparos, que as atingiram aleatoriamente, são Lívia Thaynara Lopes de Sousa, de 10 anos de idade, alvejada dentro da própria casa, no bairro Henrique Jorge, na Capital, na noite de quinta-feira (31); e Ana Vitória da Silva Rodrigues, de quatro anos, morta de forma semelhante, em Sobral, na noite da quarta (30).

Questionado durante evento no Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), nessa sexta-feira, o governador Camilo Santana disse que os casos estão sendo investigado pela Polícia. “O que eu posso dizer é que nenhum crime cometido no Ceará deixará de ter respostas rápidas”, declarou.

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), Lívia Thaynara não era o alvo de dois criminosos. Os dois homens abordaram um jovem, de 23 anos, e uma adolescente, de 17 anos, e começaram a efetuar disparos na rua. O casal tentou fugir, mas acabou baleado. Um dos tiros atravessou a parede de uma casa e atingiu a cabeça da criança. A menina foi levada ao Instituto Doutor José Frota (IJF), mas morreu na unidade de saúde.

A SSPDS afirmou que a Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) está à frente das investigações do caso. Ninguém foi preso pelo crime até o fechamento desta matéria.

Já no homicídio registrado em Sobral, dois jovens suspeitos de matarem a menina foram capturados pelo Batalhão de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio), na última quinta-feira (31). Jonas dos Santos Gomes, o ‘Soldado’, 19, foi preso em sua residência, no bairro Dom Expedito. O outro suspeito é um adolescente de 17 anos, que confessou o crime.

Ana Vitória foi morta por um disparo de arma de fogo, na Rua Nossa Senhora de Fátima, no Conjunto Santo Antônio, na noite de quarta-feira (30). O alvo, porém, seria um homem, que fugiu para dentro da casa da menina e saiu ileso.

Idosa

Em Fortaleza, uma idosa também acabou sendo vítima de disparos que não eram direcionados a ela. Além da mulher, identificada apenas como Nívea Maria, outra pessoa foi morta na ação criminosa, ocorrida sexta-feira (1°), na Avenida Doutor Theberge, no Cristo Redentor.

Segundo testemunhas, cinco criminosos tentaram matar um homem conhecido como ‘Léo’, que estava em estabelecimento comercial. Os atiradores acertaram ‘Léo’, mas acabaram ferindo Nívea Maria, de 74 anos, proprietária de uma escola, situada no bairro Presidente Kennedy, que também estava fazendo compras no local.

Abordagem

Já o adolescente Márcio Gabriel Ferreira, 17, morreu ao ser atingido por vários tiros. Ele estava com o irmão em uma ‘cinquentinha’, onde foram abordados por uma patrulha do Batalhão de Policiamento Rodoviário (BPPRE), na noite de quinta-feira (31), no bairro José Walter, em Fortaleza. Durante a revista dos PMs, quatro criminosos passaram em um automóvel e efetuaram disparos de fuzil. O adolescente foi ferido e morreu no local.

Fonte: DIÁRIO DO NORDESTE
Compartilhar no G+