Álvaro Dias rejeita ser vice na chapa de Alckmin


Pré-candidato do Podemos à Presidência da República, o senador Álvaro Dias negou com veemência a possibilidade de abrir mão de sua candidatura para ser o vice na chapa do PSDB nas eleições 2018.

O senador afirmou que seu partido está "assumindo por inteiro" a candidatura ao Planalto e busca a adesão de partidos de centro para ganhar força na disputa de outubro.

"Falam da possibilidade de um entendimento com o PSDB, quando não existe nenhuma hipótese disso. Eu me lembro do Garrincha, 'não perguntaram pros russos'. Na verdade não existe essa hipótese", afirmou Álvaro Dias após proferir palestra na sede da Associação Comercial do Rio de Janeiro (ACRJ).

"Eu estou nessa campanha para cumprir uma missão, que é combater de forma mais veemente esse sistema e propor um rompimento. Não há nenhuma hipótese, portanto, de recuo. Não há nenhum propósito de buscar um espaço mais confortável, de menos responsabilidade. Nós estamos assumindo por inteiro a responsabilidade dessa proposta de rompimento", insistiu o senador.

Ciro

Depois de conversar pelo segundo dia seguido com lideranças do PCdoB em busca de apoio para Ciro Gomes, o presidente do PDT, Carlos Lupi, afirmou, ontem, que a tendência do partido é manter a pré-candidatura de Manuela D'Ávila. O presidente do PDT e Ciro Gomes se reuniram, ontem, em Recife, com a presidente do PCdoB, Luciana Santos; o presidente da fundação Mauricio Grabois, Renato Rabelo; e com Renildo Calheiros (irmão do senador Renan Calheiros). Em outra frente, Ciro afirmou que as negociações com partidos do Centrão sobre o programa econômico não alteram a "essência" de suas propostas.

Fonte: DIÁRIO DO NORDESTE
Compartilhar no G+