Ferrão abre vantagem sobre o São José e fica perto de ir à final da Série D do Campeonato Brasileiro de 2018


O Ferroviário conseguiu abrir uma boa vantagem nas semifinais da Série D do Campeonato Brasileiro, ao derrotar o São José/RS, por 3x1, ontem à noite na Arena Castelão. Os corais agora podem até perder por 1 a 0, dia 22, às 15 horas, no Estádio Passo da Areia, em Porto Alegre para se classificar à final da Série D. Na outra semifinal, o Imperatriz/MA venceu o Treze por 1 a 0.

O primeiro tempo demorou a engrenar para as duas equipes. Os primeiros 20 minutos foram mais de transpiração do que de inspiração. Imprimindo uma forte marcação, o Zequinha não deixava o Ferrão se aproximar de sua área. Com isso, o time coral errava muitos passes, pois seus atacantes, Edson Cariús e Juninho Quixadá, estavam bem marcados pelos zagueiros rivais.

O Ferroviário começou a levar perigo a partir dos 23 minutos da primeira etapa. Em cruzamento da direita, feito por Janeudo, a bola foi certeira nas mãos do goleiro, que rebateu mesmo assim e a bola bateu no rosto de Esquerdinha, que estava na pequena área e o atleta coral não conseguiu finalizar em gol.

Aos poucos, o Ferrão conseguiu penetrar mais na fechada defesa do São José e a jogada de maior efeito veio dos pés de Juninho Quixadá, utilizando o seu estilo de jogo, da diagonal para o meio. Juninho recebeu passe de Janeudo, driblou para o meio e chutou colocado, no canto esquerdo do goleiro, marcando um belo gol.

O Zequinha não deixou nem o Ferrão comemorar direito, pois empatou dois minutos depois. Quase no mesmo estilo de Juninho Quixadá, o atacante Kelvin recebeu pela esquerda, entrou na diagonal e soltou a bomba, a bola passou rasteiro e entrou. O empate iria, temporariamente dificultar mais as coisas para o Ferroviário. Até o final do primeiro tempo, surgiram poucas chances de gol para cada lado.

Segundo tempo

O jogo melhorou no segundo tempo e o Ferrão passou a dominar o adversário. O time gaúcho foi perdendo espaço para os corais, que procuravam atacar pelas duas laterais. O técnico Marcelo Vilar começou a fazer alterações na equipe, quando sentiu sinais de fadiga em Leanderson, que inclusive já tinha cartão amarelo, Juninho Quixadá e Esquerdinha. Colocou sangue novo com Gleidson, Valdeci e Rafael Guedes. Aos 35 minutos, Valdeci fez jogada pela esquerda e cruzou, Mazinho desviou para as redes e marcou 2x1.

A virada do Ferroviário fazia justiça ao time que mais procurou o gol na segunda etapa e o andamento da partida acabou premiando a melhor produção. O São José assustou aos 38 minutos, em cabeçada de Márcio Jonatan, que Gleibson espalmou. Aos 42 minutos, Janeudo cobrou escanteio e Gleidson cabeceou, fechando o placar em 3x1.

Fonte: DIÁRIO DO NORDESTE
Compartilhar no G+