Marina começa 'vaquinha' virtual

marina silva

Em seu primeiro dia de arrecadação virtual, a pré-candidata da Rede à Presidência, Marina Silva, já recebeu R$ 23.511 de apoiadores para financiar sua campanha.

Até as 16h30 de ontem, a ex-senadora havia recebido 170 doações pela plataforma de crowdfunding que entrou no ar na segunda por volta das 23h40. O objetivo, diz o site da vaquinha, é "equilibrar a disputa". As metas colocadas até o momento pela candidatura são de R$ 100 mil (para financiar viagens e "levar a história e as ideias de Marina para os brasileiros") e R$ 200 mil (para produzir vídeos e materiais que combatam "mentiras, acusações levianas e notícias falsas" dos adversários).

Segunda colocada nas pequisas Datafolha em cenários sem o ex-presidente Lula, Marina junta 15% de intenção de votos de acordo com dados de junho, mas nenhuma coligação. Seu partido, a Rede Sustentabilidade, terá sozinho apenas oito segundos de campanha na TV, e 0,62% do fundo eleitoral -o que é equivalente, aproximadamente, a um valor de R$ 10 milhões.

Entre os doadores, está o cineasta Cao Hamburguer, de "O Ano que Meus Pais Saíram de Férias" e "Malhação: Viva a Diferença", novela da Rede Globo, que depositou R$ 1.064, maior valor recebido até agora, para ajudar a eleger a candidata.

Ligações

Já o pré-candidato do MDB à Presidência, Henrique Meirelles, negou que as ligações disparadas por sua pré-campanha a eleitores configure campanha antecipada. Algumas pessoas têm recebido uma ligação em formato de pesquisa, que se limita a perguntar se o interlocutor sabe que Meirelles "foi o ministro da Fazenda que teve os menores índices de inflação dos últimos 20 anos". O emedebista negou que a pesquisa se trate de propaganda disfarçada.

"Não (é propaganda), isso é simplesmente uma pergunta. Todos os candidatos fazem essas perguntas. Existem pesquisas no país inteiro que perguntam se sabe disso ou daquilo", afirmou.

Segundo Meirelles, a ligação não desrespeita as regras. "Tudo isso está dentro das regras".

Fonte: DIÁRIO DO NORDESTE
Compartilhar no G+