PT dividido entre candidatura própria ao Senado e apoio a Eunício


A tese que o deputado federal José Guimarães vai levar para o encontro decisivo do PT é a seguinte: o PT segue o plano de Camilo Santana de não lançar candidato ao Senado para apoiar Cid Gomes (PDT) na coligação formal e Eunício Oliveira na aliança “branca”. Isso, a preço de hoje. Afinal, prevalecem as incertezas desde que Ciro Gomes começou a detonar o apoio do PDT à reeleição de Eunício.

São 300 delegados no encontro estadual do PT. Em torno de 190 são controlados por Guimarães. A tese da candidatura própria para o Senado tem cerca de 112 delegados. Dos petistas com mandato, Guimarães, o deputado estadual Moisés Braz e o vereador Acrísio Sena estão fechados com a posição defendida pelo governador Camilo Santana.

A tendência hoje é que o PT chegue no encontro de sábado (há pressões para que seja adiado) tendo que colocar as teses em votação. Necessariamente, vai expor publicamente uma discussão que, até aqui, só ocorreu à boca miúda.

Fonte: Focus.jor
Compartilhar no G+