Justiça suíça revoga efeito suspensivo, e Guerrero não atua mais em 2018

Resultado de imagem para GUERRERO

Efeito suspensivo obtido pelo jogador em maio não tem mais validade, e atacante não pode atuar.

Justiça suíça decidiu revogar o efeito suspensivo superprovisório concedido, em maio deste ano, e Guerrero terá que cumprir o resto da pena. Por ter esgotado o último recurso, o peruano não tem mais caminho jurídico para tentar modificar a decisão.

O atacante foi condenado pelo TAS (Tribunal Arbitral do Esporte) a cumprir 14 meses de suspensão por doping causado por um metabólito da cocaína, em outubro do ano passado, em um jogo das eliminatórias. Em dezembro, Guerrero conseguiu a redução da pena junto à Fifa para seis meses - o que permitiu ao peruano voltar a vestir a camisa do Flamengo em maio deste ano e liberaria o jogador para disputar o Mundial da Rússia.

O atacante disputou a Copa do Mundo da Rússia pela seleção peruana, mas caiu na fase de grupos. Deixou a sua marca na vitória por 2 a 0 sobre a Austrália. Em julho, voltou ao Flamengo para aparecer em mais quatro compromissos pelo Brasileirão.

Em agosto, o atacante assinou contrato por três temporadas com o Internacional, mas não chegou a atuar com a camisa do Colorado.

GLOBOESPORTE.COM
Compartilhar no G+