"Sentença que condenou Lula é injusta", diz Ciro; veja frases do debate


O terceiro debate presidencial, promovido pela TV Gazeta, jornal "O Estado de S. Paulo", rádio Jovem Pan e o Twitter, foi marcado por enfrentamentos entre Henrique Meirelles (MDB) e Geraldo Alckmin (PSDB), e perguntas e respostas diretas entre Ciro Gomes (PDT) e Marina Silva (Rede). Os candidatos também comentaram o ataque a facada sofrido pelo candidato Jair Bolsonaro (PSL). Veja algumas das frases do debate:

Ciro Gomes (PDT) Eu, como profissional do Direito, perguntado nas circunstâncias em que eu fui, considero que a sentença que condenou o presidente Lula é injusta.

Ciro Gomes (PDT), em resposta a jornalista

Você gosta muito de dizer que chama o Meirelles. Eu não vou chamar o Meirelles, eu vou taxar o Meirelles.

Guilherme Boulos (PSOL), em resposta a Henrique Meirelles

Eu trabalhei a vida toda e paguei sempre todos os impostos. Então eu pago os impostos, sim com muita satisfação, ao contrário de quem não trabalha, não paga imposto, e não colabora com o país. Só fala, fala, fala de tomar recursos dos outros. Falando em invadir propriedade e tomar recurso de quem trabalha duro.

Henrique Meirelles (MDB), em resposta a Guilherme Boulos

Eu costumo dizer que PT e PSDB passaram a ser faces da mesma moeda, apesar de aparentemente fazerem a polarização. Ambos estão gravemente envolvidos em casos de corrupção, e o que diferencia o senador Aécio dos demais, que estão denunciados no PT, é o fato de ter foro privilegiado.

Marina Silva (Rede), em resposta a Geraldo Alckmin

Com todo o respeito à candidata Marina, mas ela esteve 20 anos no PT. Em 2006, ocorreu o mensalão, coisa de um assalto verdadeiro às empresas estatais, ela não saiu do PT. Só saiu em 2008. Nós não. Nós sempre tivemos do outro lado. Onde estava o PT, nós estávamos contra, porque nunca acreditamos nessa proposta.

Geraldo Alckmin (PSDB), em resposta a Marina Silva

Hoje eu estou no centro, mas não à direita e esquerda, à esquerda e esquerda, mas eu estou no centro. A pergunta ao Boulos é apropriada.

Alvaro Dias (Podemos), em resposta a jornalista

Fonte: UOL
Compartilhar no G+