TSE aprova envio de força federal para 5 municípios cearenses para garantir segurança nas eleições


O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) acolheu por unanimidade, em sessão plenária administrativa realizada nesta terça-feira (11), o pedido de envio de tropas federais, feito pelo Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE), para reforçar a segurança da eleição no Estado. Cinco municípios cearenses receberão o apoio: Fortaleza, Caucaia, Maracanaú, Sobral e Juazeiro do Norte.

No Processo judicial Eletrônico nº 0601051-61.2018.6.00.0000, a presidente do TSE, ministra Rosa Weber, proferiu voto favorável ao pedido e foi acompanhada pelos demais ministros da Corte. Na mesma sessão, o Tribunal aprovou o envio de tropas federais para o Mato Grosso do Sul.

De acordo com a Justiça Eleitoral, com a aprovação do TSE para o destacamento das forças federais, cabe ao Ministério da Defesa definir o quantitativo das tropas e a logística para o deslocamento até as localidades contempladas. No último dia 7 de setembro, o comandante da 10ª Região Militar, General de Divisão Cunha Mattos, havia afirmado que o planejamento para a distribuição do pessoal da tropa federal que atuará no pleito no Ceará e no Piauí “já está sendo feito”. Segundo o comandante, “mais de 5 mil homens estarão nos dois estados”.

Com a decisão, segundo o TSE, 370 localidades de sete estados receberão auxílio de forças federais na eleição deste ano. Também já foi autorizado o envio de tropas para atuar nos estados do Acre (11 localidades), Maranhão (72), Piauí (112), Rio de Janeiro (69) e Rio Grande do Norte (97).

O TRE-CE decidiu solicitar a presença de tropas federais em cinco municípios do Estado com mais de 100 mil eleitores no último dia 22 de agosto. O procurador regional eleitoral, Anastácio Tahim, apresentou manifestação favorável à requisição. Depois, em ofício, o governador Camilo Santana (PT) também considerou "adequada qualquer nova iniciativa que venha somar-se aos nossos esforços e ampliar a capacidade das forças de Segurança do Estado para cumprir sua difícil missão de garantir a segurança ao povo cearense".

Fonte: Diário do Nordeste
Compartilhar no G+