Vereadores concedem licença a prefeito preso por suspeita de homicídio no Ceará

Prefeito de Santana do Acaraú está preso por suspeita de homicídio — Foto: Reprodução

Câmara de Santana do Acaraú concedeu licença ao prefeito Marcelo Arcanjo, preso por suspeita de homicídio.

Os veadores de Santana do Acaraú, no Ceará, aprovaram nesta quarta-feira (12) uma licença de 60 dias para o prefeito da cidade, Marcelo Arcanjo, preso por suspeita de homicídio. Segundo a polícia, ele é suspeito de matar um homem em 29 de agosto. Arcanjo ficou foragido até 3 de setembro, quando se entregou.

A maioria dos votos na Câmara Municipal, sete contra cinco, foi por negar a licença ao prefeito, que fez o pedido por "motivos pessoais". Mesmo com a maioria contra, a licença de dois meses foi aprovada por que não houve a cota mínima de nove votos para que o pedido fosse rejeitado, como determina o regimento da Casa.

Com a licença, o prefeito preso segue recebendo o salário integral e benefícios.

Segundo a Polícia Militar, Arcanjo chegou à casa da vítima, Augusto César do Nascimento, e chamou para que ela saísse de casa. Em seguida, ele efetuou diversos disparos e a vítima morreu na hora. Marcelo Arcanjo fugiu em um carro que já estava à espera, próximo à casa da vítima.

Augusto César era ex-servidor municipal de Santana do Acaraú e havia sido demitido meses antes do homicídio. As causas que levaram ao crime não foram esclarecidas, mas a polícia acredita haver uma "rixa política" entre o prefeito e a vítima.

Com o afastamento oficial do prefeito preso, a vice na chapa de Arcanjo, Maria Janderlúcia.

A sessão foi acompanhada por moradores da cidade, incluindo a viúva de César Augusto também esteve presente, que lotaram o plenário da câmara.

Fonte: G1/CE
Compartilhar no G+