Chega a 12 o número de açudes sangrando no Ceará

O açude Maranguapinho sangrou também em 2018. A foto é de abril do ano passado. (Foto: Fabio Lima/O POVO)

De acordo com o Portal Hidrológico do Ceará, o açude Cauhipe, localizado em Caucaia, atingiu a capacidade máxima de 12 milhões de metros cúbicos e sangrou. Com ele, o número de açudes sangrando no Estado chega a 12.

Em um boletim publicado na última quinta-feira, 7, o Cauhipe foi o açude que recebeu o maior aporte, recebendo quase 1,8 milhão de metros cúbicos de água.

Os açudes que estão com sua capacidade máxima são: Acaraú Mirim (Massapê) São José I (Boa Viagem) Diamantino II (Marco) Itaúna (Granja) Tucunduba (Senador Sá) Gameleira (Itapipoca) Batente (Ocara) Cocó (Fortaleza) Germinal (Palmácia) Maranguapinho (Maranguape) Tijuquinha (Baturité) Cauhipe (Caucaia)


O número de açudes com volume acima de 90% também cresceu. Mais dois foram adicionados à lista publicada no O POVO Online na última quinta-feira, 7. São eles: Angicos (Coreaú) e Gavião (Pacatuba). Junto a eles, continuam na lista Gangorra (Granja), Jenipapo (Meruoca) e São Vicente (Santana do Acaraú).

A lista de reservatórios com volume inferior a 30% de sua capacidade total teve uma mínima diminuição. Eram 99 na quinta, 7, agora são 98. Dez desses continuam secos, enquanto 30 estão com volume considerado morto, um a menos da lista divulgada

Volume de chuva

Nesta segunda-feira, 11, o açude Araras (Varjota) lidera a lista de maiores aportes, com mais de 5 milhões de metros cúbicos recebidos. Além disso, encabeça também a lista de maiores aportes semanal: o volume de água recebido nestes últimos sete dias foi de mais de 18 milhões de metros cúbicos.


Fonte: O POVO
Compartilhar no G+