Governo não tem propostas para o País, declara Rodrigo Maia

Resultado de imagem para MAIA

Um dia após ameaçar deixar as articulações sobre a Reforma da Previdência, devido às declarações virtuais de Carlos Bolsonaro, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, voltou a criticar o governo Bolsonaro.

Ele declarou que o governo é um “deserto de ideias” e que não tem propostas para o País, além da Reforma da Previdência. “Se tem propostas, eu não as conheço. Qual é o projeto do governo Bolsonaro fora a Previdência? Não se sabe”.


Maia ainda cobrou o presidente de que assuma a liderança de articulação do governo para aprovar a proposta, sem terceirizar responsabilidade. “Ele não pode terceirizar a articulação como ele estava fazendo. Transfere para o presidente da Câmara e do Senado uma responsabilidade que é dele e fica criticando”.

Também fez críticas à intensa presença de Jair Bolsonaro no Twitter, alegando que ele precisa deixar a rede de lado, “além da disputa do mal contra o bem”, e se empenhar para melhorar a vida da população.

Depois de ter dito que deixaria as articulações da Reforma da Previdência, Maia afirmou que seguirá defendendo o projeto, mas dentro do Congresso. Ele também alfinetou o presidente em relação à declaração de que as dificuldades com Maia pareciam um namoro e que ele estaria aberto ao diálogo.

“Não preciso falar com ele. O problema é que ele tem de conseguir várias namoradas no Congresso. São os outros 307 votos que ele precisa conseguir. Eu já sou a favor. Ele pode me deixar para o fim da fila”, declarou à imprensa. Por fim, o presidente da Câmara afirmou que os atritos com o governo são página virada.

Fonte: cartacapital.com.br
Compartilhar no G+