Ipu (CE): Polícia Civil elucida homicídio cometido no Breguedoff em janeiro de 2018

Relembre o crime

Um homem de nome Antônio Carlos da Silva Sousa, conhecido como Neném, que residia nas Populares dos Pereiros foi encontrado sem vida, na manhã do dia 06/01/2018, por volta das 5hs da manhã na Praça Esportiva do bairro Breguedoff. 


Segundo informações do laudo, a vítima foi morta com golpes profundos na cabeça desferidos com uma arma branca, causando Traumatismo Crânio Encefálico (TCE).

O suspeito do crime, identificado como Francisco Jesus de Araújo, vulgo "Buriti" foi preso pela Guarda Municipal em uma Van (veículo de transporte de passageiros) indo para Guaraciaba do Norte. 


Polícia Civil de Ipu elucidou o crime

Familiares da vítima, vulgo Neném procuraram a Defensoria Pública e o Ministério Público para dizer que "Buriti" não era o autor do crime e ele teria sido preso injustamente, além de solicitarem que as investigações fossem reabertas para que os verdadeiros culpados fossem punidos.

No dia 12/02/2019 a pedido da Defensoria Pública e do Ministério Público, o competente delegado de Ipu, Dr. Rômulo reabriu as investigações, ouviu testemunhas que presenciaram o crime, e elucidou o crime.

Segundo as investigações da Polícia Civil de Ipu, à frente o Delegado Dr. Rômulo, que ouviu testemunhas do crime, a vítima Neném e um homem conhecido como Henrique discutiram, na ocasião Neném deu um tiro em Henrique, que prometera vingança, Henrique juntamente com outros dois indivíduos, "Nego Fera" e Aleff cometeram a vingança e assassinaram Neném, próximo a uma Quadra Esportiva no Breguedoff. 
 

A justiça expediu mandado de prisão no dia 27 de março de 2019, contra os três acusados do crime.

Nesta quinta-feira (28/03/2019), Aleff que estava em Ipu foi preso e encaminhado para a Cadeia de Guaraciaba do Norte, "Nego Fera" e Henrique estão foragidos desde o assassinato de Neném.

A elucidação do crime, com a comprovação da inocência de "Buriti", e a descoberta dos verdadeiros autores do crime foi mais um brilhante trabalho realizado pela Polícia Civil de Ipu, a frente o competente e atuante Delegado Dr. Rômulo e sua equipe.


Mandados de prisão contra os acusados.








Compartilhar no G+