Alunos descem de ônibus e se arriscam em estrada alagada



Estudantes precisam caminhar por trecho complicado para estudar.

Estudantes da rede municipal de Assaré, 520 km de Fortaleza, precisam fazer uma complicada travessia para conseguir estudar. As estradas de terra ficaram alagadas por conta das intensas chuvas e os alunos precisam descer do coletivo e caminhar com água até a cintura.

O problema foi denunciado por pais e estudantes que moram entre as comunidades Vila Andreza e Amaro, e necessitam passar pelo trecho para ir à escola. Ainda segundo os denunciantes, a situação se repete anualmente no período invernoso.

Conforme o boletim da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), durante o mês de março, choveu 81 milímetros no município. Nas últimas 24 horas, o balanço aponta 21 milímetros para a região.

A Prefeitura de Assaré foi procurada para comentar o assunto, mas nenhuma ligação foi atendida.

Baturité

Esta semana, uma situação semelhante foi denunciada em Baturité, região serrana do Estado. Video encaminhado ao WhatsApp da TV Cidade mostra que estudantes precisam atravessar um rio segurando cordas para retornarem das aulas. De acordo com a Prefeitura de Baturité, foi um "caso esporádico, por conta do elevado volume de chuvas na região". O Ministério Público, ciente do problema, pediu esclarecimentos ao município.

Itarema

A Prefeitura de Itarema decidiu antecipar as férias escolares da rede municipal. Previstas para o mês de julho, as férias começam nesta quarta-feira (3) e terminam em três de maio. A mudança acontece por conta das intensas chuvas na região, responsáveis pelo “rompimento de diversos trechos de estradas" e o "alagamento de equipamentos educacionais”. Anteriormente, as aulas já tinham sido suspensas.

Fonte: CNEWS
Compartilhar no G+