Doping no São Paulo: Gonzalo Carneiro é suspenso por suspeita de uso de cocaína

Doping no São Paulo: Gonzalo Carneiro é suspenso por suspeita de uso de cocaína

Suspensão é provisória, e uruguaio tem até quarta-feira para pedir exame de contraprova; ele não foi relacionado para o segundo jogo da final do Paulistão, contra o Corinthians.

Gonzalo Carneiro, do São Paulo, foi suspenso provisoriamente por suspeita de uso de cocaína. O atacante uruguaio foi pego em exame feito pelo controle de doping da Federação Paulista de Futebol, aprovado pela Associação Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD), e comunicado pelo órgão na quarta-feira da semana passada.

Consultado pela reportagem, o São Paulo disse ter sido comunicado diretamente pelo jogador nesta segunda-feira. O clube não quis se pronunciar publicamente.

Gonzalo Carneiro ficou fora da segunda final do Paulistão contra o Corinthians, domingo, em Itaquera. O motivo divulgado pelo clube foi tendinite no joelho esquerdo. Ele não poderia ser usado pelo Tricolor na decisão por conta da suspensão preventiva por doping. Os jogadores do São Paulo não sabiam da situação.

Gonzalo Carneiro foi pego no doping no jogo contra o Palmeiras no Pacaembu, na primeira fase do Paulistão, no dia 16 de março - ele jogou os 90 minutos, e o Tricolor perdeu por 1 a 0.

Gonzalo Carneiro tem até quarta-feira para pedir o exame de contraprova. O protocolo do Código Mundial Antidopagem de 2015 é de que o atleta tem sete dias a partir do comunicado para fazer esse pedido. Se o uruguaio não requisitar a contraprova dentro do prazo, ele aceita o resultado do teste inicial.

Titular na primeira final do Paulistão contra o Corinthians, domingo (dia 21 de abril), Gonzalo Carneiro também atuou na segunda semifinal, contra o Palmeiras, na Arena do Palmeiras.

Na ocasião, o Tricolor se classificou nos pênaltis, e Gonzalo Carneiro fez de cavadinha um dos gols da disputa de penalidades.

O uruguaio foi contratado pelo São Paulo em abril do ano passado e assinou com o clube até 31 de março de 2021. O São Paulo pagou ao Defensor Sporting, do Uruguai, 800 mil dólares (R$ 2,6 milhões na cotação da época) por 50% dos direitos de Gonzalo Carneiro.

* Colaborou André Hernan

Fonte: G1
Compartilhar no G+