Ex-presidente FHC diz que Bolsonaro tem ideias 'muito atrasadas'

Fernando Henrique Cardoso de perfil

Ex-presidente disse discordar de Bolsonaro na maioria das ideias e mostrou preocupação com o rumo do Brasil nas questões mais conservadoras

Em entrevista a rádio CBN , o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso criticou o presidente JairBolsonaro , a quem atribuiu "ideias muito atrasadas". Numa autocrítica sobre seu partido, FHC disse ainda não ser favorável a uma "direitização" do PSDB.

"Ele (Bolsonaro) tem uma visão que não coincide com a minha. O país tem muita gente pobre, tem que ter políticas sociais, ativas. Eu sou favorável ao mercado, sempre fui, mas você não pode fechar os olhos e achar que o mercado resolve tudo, porque não resolve. Não sou favorável à direitização do PSDB" disse FHC , voltando a afirmar que não tem poder dentro do partido, apenas influência.

Na entrevista, o tucano recomendou que o governo transmita ao país as informações sobre a proposta de reforma da Previdência em uma linguagem que a população entenda. Para isso, disse ele, o governo tem que mostrar dados.

Ao comentar recente polêmica sobre a decisão do Supremo Tribunal Federal ( STF ) de censurar reportagens que criticavam os ministros, Fernando Henrique considerou que houve "exagero" de parte da Corte. Para ele, a democracia "não é dada, mas construída permanentemente"

"'Sempre há risco, e qual é o jeito de evitar que o risco se prospere? É deixar a crítica aberta e deixar as pessoas tomarem conhecimento do que acontece".

Questionado sobre o movimento para impedir a entrada da política em sala de aula, formalizado no projeto Escola Sem Partido , Fernando Henrique disse que o papel do professor é "abrir a cabeça do aluno", ensiná-lo a pensar, mas não incutir nele "suas próprias ideias". Para o ex-presidente, não adianta combater o ensino de um pensamento de esquerda e, ao mesmo tempo, tentar doutrinar os estudantes com um pensamento de direita.

"Eu acho que a escola não deve ter partido, mas não pode substituir um partido por outro", disse FHC .

Fonte: IG
Compartilhar no G+