Rogério Ceni nega proposta do Atlético/MG e diz que deseja ficar no Fortaleza

Resultado de imagem para CENI

Campeão cearense neste domingo (21), técnico tem contrato com o Leão até dezembro de 2019.

O técnico Rogério Ceni revelou que deseja permanecer no Fortaleza até o fim da Série A do Campeonato Brasileiro. Após a conquista do título cearense, neste domingo (21), o comandante tricolor afirmou que fica feliz com a procura do Atlético/MG, mas que não há nada acertado e o foco é na continuidade do trabalho no Leão.

"Hoje sou treinador do Fortaleza, não tem absolutamente nada. Espero poder continuar aqui. É gostoso quando alguém reconhece seu trabalho, e é o caminho do futebol, assim como você sai um dia porque acham que tem que sair. O mais importante é o respeito. Eu vi, inclusive, a fala do presidente do Fortaleza, foi respeitoso. Estou com um problema muito sério com meu pai, mas não quis abandonar o clube em momento algum porque sei que foi ele que me trouxe ao futebol e ele gostaria de ver esse título do Fortaleza. Faz uma semana que ele está internado. E você tem que ser profissional e seguir", comentou.

Campeão da Série B com o Fortaleza, Ceni é especulado no Atlético/MG desde junho do ano passado, quando foi procurado, mas não chegou a um acordo com o então diretor de futebol Alexandre Gallo. A nova investida acontece após o técnico Tiago Nunes, do Athletico/PR, recusar uma oferta do Galo. A diretoria mineira admitiu que vai lançar uma proposta para o comandante tricolor nesta segunda-feira (22), com o encerramento dos torneios estaduais.

"O que eu tenho é o Fortaleza e minha cabeça é voltada ao Fortaleza. Fico muito feliz que tenham dito que eu e o Tiago Nunes somos treinadores que qualquer clube gostaria de ter, é legal você estar no Nordeste, no Ceará, e ouvir isso de outro centro do país", declarou, tendo negado contato também do Bahia, que já anunciou Roger Machado para a função.

Em entrevista concedida ao Sistema Verdes Mares, o presidente do Fortaleza, Marcelo Paz, ressaltou que Ceni não vai deixar o clube. "Rogério Ceni é treinador do Fortaleza até 10 de dezembro de 2019. Contrato firmado e assinado", finalizou o dirigente.

Contrato

Em reportagem veiculada na última quinta-feira (18) pelo Diário do Nordeste, Marcelo Paz havia ponderado que a única maneira de Ceni se desligar do Fortaleza era com o pagamento de uma multa, mesma medida adotada caso o clube quisesse demitir o treinador antes do término do Brasileirão.

O mandatário tricolor foi um dos principais interlocutores na chegada de Ceni ao time, na época, atuando como vice-presidente. O treinador foi anunciado em dezembro de 2017 e participou das reformas no CT Ribamar Bezerra, em Maracanaú, e da montagem do elenco para a temporada seguinte, quando faturou o primeiro título nacional do clube na história. A proposta do Leão era até o fim da Série B, mas foi extendida por mais um ano.

Sob o comando de Rogério Ceni, o Fortaleza disputou 84 partidas, com 47 vitórias, 16 empates e 21 derrotas - aproveitamento de 62,3%. Na atual temporada, o clube foi campeão Estadual, está nas semifinais da Copa do Nordeste, contra o Santa Cruz, e estreia pelo Brasileirão dia 28 de abril, enfrentando o Palmeiras, em São Paulo.

Fonte: DIÁRIO DO NORDESTE
Compartilhar no G+