Fortaleza é campeão da Copa do Nordeste

Resultado de imagem para FORTALEZA

Fortaleza é campeão do Nordestão com nova vitória sobre o Botafogo-PB, por 1 a 0, e consolida campanha vencedora. Este é o terceiro do título Tricolor em sete meses

A história está feita e jamais será esquecida. O Fortaleza é o dono do Nordeste em 2019. Pela primeira vez em 100 anos de história, o Tricolor sagrou-se campeão da Copa do Nordeste. Um dos maiores títulos do clube e que foi vencido de forma incontestável após a vitória por 1 a 0 sobre o Botafogo-PB, na noite de ontem, no estádio Almeidão, em João Pessoa.

No agregado, o Leão do Pici totalizou 2 a 0, já que havia vencido o jogo de ida, no Castelão, por 1 a 0. As duas vitórias nos 180 minutos dissipam qualquer dúvida sobre a superioridade leonina na decisão.

O nome do jogo foi novamente o atacante Wellington Paulista, que marcou logo aos três minutos o único gol da partida. O próprio camisa 99 havia sido o autor do tento que sacramentou o triunfo na capital cearense.

No entanto, muitos outros personagens foram determinantes para mais uma vitória sobre o Belo. O goleiro Marcelo Boeck, em noite inspirada, fez grandes defesas e salvou a meta leonina. Não à toa o Fortaleza termina a competição como dono da defesa menos vazada, com apenas seis gols nos 12 jogos.

O zagueiro Juan Quintero mais parecia um xerife, evitando as investidas do time da casa. No setor ofensivo, Osvaldo era a personificação da disciplina tática da equipe comandada por Rogério Ceni. Mesmo experiente, o camisa 11 foi incansável no papel de atacar e defender.

Isso tudo aconteceu após os três minutos, quando WP99 abriu o placar em finalização de puro oportunismo depois do vacilo da defesa do time da casa, que errou ao tentar sair jogando.

O lance mudou todo o panorama da partida. Foi um banho de água fria na empolgação que tomava conta das arquibancadas do estádio Almeidão. Aos poucos, os alvinegros foram empurrando o time rumo ao empate. Mas, em campo, o que mais se via era um time desorganizado e que tentou o empate na base do abafa e de lançamentos na área.

O passar dos minutos foi fazendo a ansiedade e tensão crescerem ainda mais. A cada defesa de Boeck, a cada finalização pra fora e a cada cruzamento sem destino do Botafogo-PB, os torcedores locais viam que não seria dia de título alvinegro. A festa estava mesmo destinada para os tricolores.

Apesar de não fazer um jogo brilhante, o Fortaleza foi extremamente eficiente e se manteve organizado e sólido defensivamente para controlar o resultado que lhe deu o título merecido.

Além da melhor defesa, o Leão do Pici termina o Nordestão com o melhor ataque (19 gols marcados), com o artilheiro (Júnior Santos, que marcou oito gols) e com apenas uma derrota.

Marcas que reafirmam a grandiosidade e o absolutismo da conquista leonina. Um título que entra pra história do Fortaleza, que levanta a terceira taça em sete meses, incluindo as duas principais conquistas nos 100 anos de existência.

Fonte: O POVO
Compartilhar no G+