Ipu (CE): Homem é preso acusado de estuprar as próprias filhas na Santana


Um fato chamou atenção das autoridades e da população do município do Ipu, quando um pai foi preso sob a acusação de ter estuprado suas próprias filhas. O caso começou a vir à tona quando as vítimas procuraram o Conselho Tutelar da cidade e denunciaram o caso, que foi parar na Delegacia de Polícia Civil, e por último resultou na prisão do acusado nesta terça-feira (28/05).

Segundo consta na denúncia, o homem teria violentado sua filha mais velha que teria sido abusada dos 14 até os 20 anos de idade, até quando esta não aguentando mais tamanha violência teria resolvido sair de casa. Ainda segundo a denúncia, o acusado teria passado a molestar sua outra filha (atualmente com 16 anos) que acabou engravidando vindo a ter um filho (hoje com 2 meses de vida) fruto da relação com o próprio pai. Diante dos fatos, a Justiça da Comarca de Ipu, expediu um mandado de prisão para o acusado.

Prisão

De posse do mandado de prisão, as forças de segurança do referido município, representado pela polícia civil sob o comando do competente Delegado Dr. Rômulo, a Polícia Militar sob o comando do Sargento Martins, e ainda uma equipe da Guarda Civil Municipal, montaram uma operação que acabou resultando na prisão do elemento conhecido por Antônio Carlos Peres Rodrigues, vulgo Antônio Batista, residente no Sítio Santana, zona rural do município de Ipu.

Antônio Batista foi preso na tarde desta terça-feira 28/05/2019, quando foi localizado dentro de uma horta na localidade serrana. Após sua prisão, o mesmo foi encaminhado para a delegacia de polícia de onde posteriormente será mandado para uma cadeia como determina a ordem judicial.

Entenda o caso

Segundo o delegado, o conselho tutelar de Ipu tomou conhecimento de que a adolescência M.C.P.O, atualmente com 16 anos de idade, estaria sendo molestada pelo próprio pai e que, inclusive, a filha que a referida adolescente possuí de apenas 2 meses de idade, seria filha do representado, fruto de uma relação incestuosa.

A irmã mais velha da adolescente de 16 anos, compareceu ao Conselho Tutelar e à Delegacia de Polícia Civil de Ipu, onde afirmou perante seus representantes legais que são verdadeiros os fatos acima narrados. Assegurou ainda que também foi abusada pelo próprio pai, hora representado, dos 14 aos 20 anos quando resolveu sair de casa.

Fonte: Ipaporanga Notícias
Compartilhar no G+