Doses de vacinas contra H1N1 desviadas de posto no Ceará eram vendidas a R$ 5

As doses da imunização contra o vírus Influenza A acabaram ainda ontem nos municípios de Juazeiro do Norte e Cratp — Foto: Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

Material foi desviado por um funcionário do posto; o número de casos da gripe H1N1 no município subiu para seis.

As doses de vacinas contra a gripe H1N1 desviadas de posto de saúde em Juazeiro do Norte, na Região do Cariri, eram vendidas a R$ 5 para clínicas particulares. A informação foi divulgada pela Polícia Civil da região nesta quarta-feira (5).

Na última terça-feira (4), a secretária de Saúde do município, Francimones Albuquerque, informou que um funcionário desviou 30 doses da vacina para venda, em benefício próprio, prejudicando a população. As doses da imunização acabaram ainda ontem nos municípios de Juazeiro do Norte e Crato. Três pessoas morreram na região em decorrência da doença, sendo um padre e uma universitária de 23 anos.

Nesta quarta, o número de casos confirmados de H1N1 subiu para seis, com dois óbitos, em Juazeiro. Outros 21 foram notificados e estão em investigação. A secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) disse que uma nova remessa de vacinas deve chegar à Região do Cariri até sexta-feira (7), para repor o estoque em déficit na região.

Sobre os desvios de vacinas em Juazeiro, a polícia informou que a investigação criminal contra o funcionário ainda não foi iniciada porque a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) não registrou nenhum boletim de ocorrência (BO) sobre o caso, apesar de ter repassado as informações.

Francimones declarou que uma sindicância foi aberta para apurar o desvio e a venda das vacinas. "Isso é um crime contra a administração pública. O município precisando de vacinas, e um funcionário desviando", ressaltou.

Fonte: G1
Compartilhar no G+