Previsão do tempo aponta continuidade de chuvas no Ceará neste fim de semana


Conforme observação das condições meteorológicas do Estado, realizada pela Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), as chuvas na região devem seguir, pelo menos, até o próximo domingo (16). Em Fortaleza, a forte precipitação que começou na noite de ontem (13) gerou alagamentos pela cidade.

Os maiores acumulados de chuva, entre as 7h de ontem e as 7h de hoje, foram Fortaleza (92mm) e Aquiraz (84mm), de acordo com os dados da Funceme. Ao todo, choveu em, pelo menos, 99 municípios.

O meteorologista da Funceme, Raul Fritz, explica que as chuvas intensas neste período do ano não são atípicas. “Historicamente, em junho e julho, o leste do Ceará e o litoral recebem algumas chuvas que, em geral, são rápidas e não muito intensas, mas eventos mais intensos não são fora do comum”, conclui.

Sexta-feira e fim de semana

Hoje (14), a previsão é de céu nublado com eventos de chuva no Centro-Norte do Estado. Tal cenário aponta que as precipitações deverão atingir mais da metade da área sob previsão, não indicando registros em todos os municípios. Na região Sul, o esperado é que a precipitação seja em até 20% da área.

No sábado (15), a previsão é de que no Maciço do Baturité e em Jaguaribana as chuvas aconteçam de forma isolada. O mesmo vale para a faixa litorânea cearense. A possibilidade de chuva também é para Ibiapaba. Para as demais áreas, a previsão é de apenas nebulosidade variável.

Já no domingo (16), a indicação é de possibilidade de chuva no litoral, no Maciço de Baturité e na região Jaguaribana. Em outros pontos do Estado o céu varia entre claro e encoberto ao longo do dia, conforme a previsão.

Técnicos da Funceme devem realizar novas análises na tarde de hoje (14) e ainda nas manhãs do fim de semana. Caso seja necessário, os meteorologistas farão alterações conforme o observado por meio de satélites e modelos numéricos.

Chuvas da "Pós-Estação"

O terceiro dia consecutivo de precipitações expressivas no Ceará é associado, pela Funceme, à atuação de um Distúrbio Ondulatório de Leste (DOL), também conhecido por Ondas de Leste. O DOL é um sistema atmosférico típico deste período do ano e provoca chuvas mais intensas nos estados do leste da região Nordeste, como Pernambuco e Paraíba. Quando sua atuação é mais expressiva, acaba trazendo chuvas para o Ceará também. A Fundação informa que os meses de junho e julho são conhecidos como Pós-Estação.

Diário do Nordeste
Compartilhar no G+