Em João Pessoa,moradores querem proibir deficientes de irem à praia.


O argumento dos ‘incomodados’ é que levar deficientes para a praia tira a beleza de um bairro nobre da cidade

O argumento dos ‘incomodados’ é que levar deficientes para a praia tira a beleza de um bairro nobre da cidade A praia costuma ser um lugar democrático, onde é possível presenciar e enxergar a diversidade. As areias não fazem diferença de classe social, cor, etnia, origem, gênero. Inclusive os animais são bem-vindos. Tudo isso se não for na praia de Cabo Branco, bairro nobre da cidade de João Pessoa, na Paraíba, onde moradores querem proibir pessoas com deficiência de frequentarem o espaço público.

O “incômodo” da elite chegou até o gabinete da vereadora Helena Holanda (PP), uma das autoras do projeto “Praia Acessível”, uma iniciativa inclusiva que leva, todo sábado, pessoas com deficiência para participarem de atividades com música e esporte na orla da praia.

Fonte: Carta Capital
Compartilhar no G+