Fortaleza terá Virada Cultural, Festival de Teatro e salas de cinema em terminais de ônibus no segundo semestre


As ações na área cultural da cidade também incluem exposição, seminário e premiação para projetos de patrimônio histórico.

O cenário cultural de Fortaleza vai receber, no segundo semestre deste ano, ações que incluem exposição em homenagem ao cantor Belchior, virada cultural, festival de teatro, cinema em terminais de ônibus e premiação para projetos de preservação do patrimônio histórico da cidade. Os investimentos foram divulgados nesta terça-feira (27), no Memorial do Paço Municipal.

Uma das novidades são as salas de cinema que vão ser implantadas em terminais de ônibus da cidade para exibição de curtas e longas-metragens, nacionais e estrangeiros. De acordo com o prefeito Roberto Cláudio, a licitação para execução do projeto está concluída.

O prefeito ressaltou a importância do investimento no setor cultural. “O poder que a liberdade, a autonomia, a criatividade que os militantes da cultura têm de utilizar a sua linguagem pra expressar o sentimento das minorias, às vezes, o silêncio, o desejo que está muitas vezes contido... a cultura tem o poder de tocar as pessoas pela força das suas expressões”, comentou.

Roberto Cláudio também reforçou a relevância da cultural em um momento em que o país questiona suas estruturas democráticas. “O Brasil precisa, como nunca precisou, da força da militância e de um setor cultural vivo, ativo e politizado”, frisou.

Veja os projetos para o segundo semestre:

Em setembro ocorre a inauguração da Exposição Belchior, no Centro Cultural Belchior, localizado na Praia de Iracema. O projeto é permanente e tem investimento de R$ 130 mil.

Para outubro está previsto o IX Seminário de Patrimônio Cultural de Fortaleza, que faz parte das atividades de formação em Educação para o Patrimônio. O seminário tem investimento de R$ 150 mil.

Trabalhos de arquitetura e urbanismo que tenham relação com patrimônio histórico podem ser premiados em R$ 50 mil, com o Prêmio de Intervenção do Patrimônio Arquitetônico, o Prêmio Pipa 2019, ainda sem data definida.

No mês seguinte, a cidade vai promover uma Virada Cultural, em alusão ao Dia Nacional da Cultura, celebrado em 5 de novembro, e o Festival de Teatro de Fortaleza, que tem orçamento previsto em R$ 768 mil. Ainda durante o segundo semestre, a disseminação da cultura tradicional do maracatu vai ser celebrada em todo dia 25 de cada mês, com o “Dia 25 é dia de Maracatu”.

Fonte: G1
Compartilhar no G+