Assaltante de banco que levava vida de luxo é preso em Fortaleza

Polícia prende chefe de quadrilha de roubo a bancos no CE que se passava por empresário e levava vida de luxo — Foto: Aline Oliveira/SVM

Criminoso foi preso enquanto ostentava dinheiro em um clube em Santa Cruz do Capibaribe, em Pernambuco. Ele havia comprado uma casa e pretendia residir na cidade.

A Polícia Civil prendeu o chefe da quadrilha que assaltou uma agência bancária em 17 de outubro, no Bairro Pajuçara, em Maracanaú, na Grande Fortaleza. Marcos Fernando Monteiro Marques, conhecido como "Chicó", foi preso na cidade de Santa Cruz do Capibaribe, em Pernambuco, no sábado (26).

A operação, divulgada apenas nesta quinta-feira (31), também conseguiu identificar e prender o companheiro de Marcos, Alberto João Barbosa dos Santos Filho.

Um dia depois do assalto da agência bancária de Pajuçara, a polícia já havia prendido dois homens que participaram do assalto. Em uma casa utilizada como esconderijo pelo bando, policiais localizaram armas e dinheiro atrás de paredes falsas, sótão, porão e dentro de um interruptor de energia.

Ostentação na hora da prisão

De acordo com o delegado da DRFVC, Rommel Kerth, Marcos foi preso quando ostentava dinheiro em um dos lugares mais conhecidos da cidade pernambucana.

“Ele frequentava os melhores lugares. Inclusive, no momento da prisão, os policiais estavam infiltrados no melhor ambiente da cidade. Quando ele chegou e começou a ingerir bebida alcoólica e garrafa de uísque. Ele gostava muito curtir a noite como se fosse uma pessoa comum no momento em que ele foi preso.”

Ainda de acordo com o delegado, Marcos agia nos crimes de maneira fria e deixava toda a redondeza do crime bem vigiada para que nada saísse errado.

“Ele trabalha de uma forma muito fria. Ele rende as pessoas conversando naturalmente. Deixa todo um aparato na parte externa, tudo armado para qualquer ação policial que porventura venha a ocorrer ele fique sabendo. Ele fica na linha de frente até a momento da subtração e evasão do local.”




A polícia disse também que Marcos comprou veículos e uma residência em Santa Cruz do Capibaribe, e pretendia levar uma vida de empresário. O assaltante, que já responde a mais de dez procedimentos por roubo a banco e poste ilegal de arma de fogo, estava com três mandados de prisão em aberto.

No momento da prisão, o suspeito de assalto levou os policiais até uma residência que ele havia comprado recentemente. Dentro do imóvel, a polícia apreendeu um veículo, uma motocicleta e a quantia de R$ 70 mil oriunda do roubo cometido do banco de Maracanaú.

A Polícia Civil segue com as investigações. Outros membros do grupo foram identificados, mas os nomes não foram revelados para não comprometer os trabalhos policiais.

Fonte: G1 Ceará
Compartilhar no G+