Cachorro resgatado com vida por bombeiros dos escombros do Edifício Andrea morre em clínica veterinária, em Fortaleza


Lucky, da raça dachshund, sofria de problemas cardíacos e tinha hérnia de disco, segundo a dona dele, a analista contábil Kátia Nogueira.

O cachorro Lucky, resgatado com vida pelo Corpo de Bombeiros dos escombros do Edifício Andrea, morreu durante a madrugada desta sexta-feira (18), em uma clínica veterinária onde recebia atendimentos. Ele passou cerca de cinco horas embaixo dos entulhos do prédio que desabou às 10h28 da última terça-feira (15), no Bairro Dionísio Torres, em Fortaleza.

Lucky, da raça dachshund, sofria de problemas cardíacos e tinha hérnia de disco, segundo a dona dele, a analista contábil Kátia Nogueira. Ela conta, inclusive, que morava no apartamento 701 do prédio desabado com o esposo, a filha e Lucky. Na cobertura do edifício, moravam os pais dela. No momento do desastre, somente Lucky estava em casa.

"Ele já era idoso, sofria de problemas no coração e tinha hérnia de disco. Não conseguiu resistir ao estresse que passou. Ficou sufocado com as horas que passou soterrado", relata.

Kátia conta que, após os bombeiros resgatarem o cachorro dos escombros do edifício, ela levou ele para um clínica veterinária com um ferimento na cabeça. Segundo Kátia, após atendimentos, Lucky recebeu alta na quinta-feira (17), e estava "aparentemente bem".

"Fui buscar ele ontem na clínica e ele estava aparentemente bem. Aí a gente foi para uma missa e depois ele começou a passar mal. Levamos ele de volta para a clínica, mas ele não resistiu", conta.

O desabamento

Em entrevista ao G1, Kátia contou que nunca desconfiou ou teve medo do Edifício Andrea desabar. Segundo ela, a estrutura não apresentava indícios de desgaste. "Nunca vi rachaduras no prédio e nunca, sequer, passou pela minha cabeça a possibilidade de acontecer esse desastre que aconteceu. Ele era antigo mas eu nunca tive medo dele cair. Moro lá desde os meus quatro anos de idade. Eu via que o prédio precisava de umas pinturas, mas nada tão surreal", relata.

O prédio residencial desabou na manhã desta terça-feira (15), no Bairro Dionísio Torres, área nobre de Fortaleza. O edifício estava em situação irregular, segundo a prefeitura. Não havia nenhuma documentação que atestasse a existência do prédio.

Fonte: G1
Compartilhar no G+