Em reencontro com Ceni, São Paulo vence Fortaleza no fim e segue na cola do G-4

Igor Gomes comemora gol da vitória do São Paulo (Foto: Marcos Ribolli)

No Pacaembu, time da casa pressiona, abre placar, mas Leão empata de pênalti; Igor Gomes marca no fim. Ídolo são-paulino e hoje técnico, Ceni é recebido com bandeira e carinho de ex-colegas

São Paulo na cola do G-4 O São Paulo está de olho nos primeiros colocados do Campeonato Brasileiro e cumpriu seu objetivo de não perdê-los de vista ao vencer o Fortaleza por 2 a 1 na tarde deste sábado, no Pacaembu, em jogo válido pela 23ª rodada da competição – o Morumbi não pôde ser utilizado por causa de um show. Em dia de reencontro emocionante com Rogério Ceni, hoje técnico (de novo) da equipe cearense, o Tricolor teve o controle das ações na maior parte do tempo e chegou à vitória com gols de Pablo e Igor Gomes, este no fim, enquanto Wellington Paulista, de pênalti, chegou a empatar para o Leão no fim do primeiro tempo. Foi a primeira vitória de Fernando Diniz em seu segundo jogo no comando do Tricolor.

O resultado mantém o São Paulo na cola do G-4, agora com 39 pontos, em perseguição aos rivais Santos e Corinthians. O Fortaleza, que vive reinício com Ceni após demissão de Zé Ricardo, continua com 25 pontos, ainda preocupado com a zona de rebaixamento

Reencontro emocionante Muito aplaudido e com nome gritado pela torcida do São Paulo, Rogério Ceni entrou em campo pela primeira vez como adversário em um jogo com mando do Tricolor – já havia comandado o Fortaleza na Arena Castelão, no primeiro turno.

Teve até bandeirão em homenagem ao ídolo, que se emocionou e cumprimentou quase todos os jogadores do (hoje) rival – em campo, porém, fez o possível para o Fortaleza complicar o São Paulo.




Primeiro tempo

O São Paulo ocupou o campo de ataque e assustou o Fortaleza logo no início, praticamente sufocando o adversário e finalizando seis vezes em 20 minutos. O gol não demorou a sair, com Pablo aproveitando cruzamento de Daniel Alves e finalizando na saída de Marcelo Boeck. No entanto, um "ataque" de vespas paralisou o jogo por quase cinco minutos, e depois disso o jogo mudou – o Fortaleza passou a se atirar mais ao ataque e aproveitar espaços deixados pelo São Paulo. Num pênalti cometido por Reinaldo, Wellington Paulista igualou o placar. No fim, Antony perdeu chance incrível de desempatar, mas Marcelo Boeck defendeu.

Segundo tempo

O Fortaleza se animou com o empate e começou a etapa final saindo mais para o jogo – Mariano Vazquez exigiu grande defesa de Tiago Volpi em um belo chute de fora da área. Fernando Diniz fez mudanças e lançou Vitor Bueno e Igor Gomes nas vagas de Hernanes e Juanfran, dando mais opções pelos lados para abrir a defesa rival. Por outro lado, os contra-ataques do Fortaleza foram um perigo, ainda mais depois da entrada de Felipe Pires – Edinho perdeu chance de virar para os visitantes. O alívio dos donos da casa veio pouco depois, aos 33 minutos, com lançamento de Tchê Tchê, cruzamento de carrinho de Antony e finalização de Igor Gomes. Três pontos suados para o São Paulo.

Visitantes inesperados

Uma das bandeirinhas de escanteio do Pacaembu virou abrigo para vespas, que se instalaram no objeto e só saíram após a ação dos bombeiros e do zagueiro Jackson, do Fortaleza, único que se arriscou e, com o rosto coberto, retirou a bandeira de campo. Sobrou para Daniel Alves, que reclamou de dores no pescoço após ser atingido por um dos insetos – no fim, o fato inusitado provocou risos no camisa 10.

Atuações do São Paulo




Público e renda

Público: 31.964 pagantes/34.962 total.

Renda: R$ 650.396,00.

Próximos jogos

Os dois times voltam a campo na próxima quarta-feira, pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Fortaleza recebe a Chapecoense às 20h30 (de Brasília), na Arena Castelão, enquanto o São Paulo visita o Bahia, às 21h, na Arena Fonte Nova.

Fonte: G1 Ceará
Compartilhar no G+