Fotógrafo chinês vence concurso anual do Museu de História Natural de Londres

Raposa tibetana durante ataque a uma marmota do Himalaia na reserva natural das Montanhas Qilian, na China — Foto: Yongqing Bao/Natural History Museum

Yongqing Bao registrou a imagem de uma marmota prestes a ser atacada por uma raposa nas Montanhas Qilian.

O Museu de História Natural de Londres anunciou na terça-feira (15) os vencedores do concurso de fotos de natureza 'Wildlife Photographer of the Year 2019'. A premiação teve mais de 48 mil inscritos e 18 premiados em várias categorias.

O principal premiado foi o chinês Yongqing Bao, que registrou uma raposa tibetana durante o ataque a uma marmota do Himalaia na reserva natural das Montanhas Qilian, na China.

Ao descrever a foto, nomeada de "O Momento", o Museu lembra que a marmota foi surpreendida pela mãe raposa que tinha três filhotes para alimentar. As marmotas passam mais de seis meses hibernando em tocas e ressurgem na primavera, quando correm o risco de se depararem com os predadores.

Outro contemplado com o prêmio principal, só que entre os jovens fotógrafos, foi Cruz Erdmann, que registrou na Indonésia a foto batizada de "Brilho Noturno". Durante um mergulho noturno, ele flagrou as cores de uma lula de recife.




Outros vencedores de 2019







Fonte: G1
Compartilhar no G+