Policiais são presos suspeitos de furtar itens de casa onde faziam operação contra tráfico em Fortaleza;


Vídeo registra o momento em que os dois subtraem uma churrasqueira e um eletrodoméstico. Os soldados estão presos no Presídio Militar.

Dois soldados da Polícia Militar do Ceará foram presos em flagrante furtando um cavaquinho, uma churrasqueira elétrica e um processador de alimentos de dentro de uma casa desocupada no Bairro Jangurussu, em Fortaleza, durante trabalho de investigação da polícia que desvendou um laboratório subterrâneo de drogas na região. O G1 teve acesso ao vídeo gravado na ocasião, na sexta-feira (11), que registra o momento em que os dois subtraem os objetos.

A Polícia Militar do Ceará confirmou que os policiais envolvidos no fato foram autuados em flagrante e se encontram detidos no Presídio Militar.

As imagens mostram um dos policiais abrindo o portão da casa e indo em direção ao carro da polícia. Ele abre o porta-malas e logo depois o segundo soldado sai da residência com o processador de alimentos nas mãos. Eles colocam o objeto no veículo da Polícia Militar e retornam à casa.

Em outro momento da filmagem, um dos agentes abre o portão e observa a movimentação do local. Em seguida, ele corre e abre novamente o porta-malas do carro, enquanto o outro agente deixa o domicílio com a churrasqueira elétrica na mão e a coloca no veículo.

Conforme a investigação do caso, os itens que foram retirados da casa foram visto em carros particulares dos policiais suspeitos.

Em nota, a Polícia Militar afirmou que "não compactua com qualquer ação policial que viole a lei". "Atos de seus membros que porventura destoem a conduta policial militar são repudiados e devidamente apurados por esta Corporação, ocasião em que é dado aos acusados a oportunidade do contraditório e ampla defesa", informa a PM.

A Controladoria Geral de Disciplina dos Órgãos de Segurança Pública e Sistema Penitenciário (CGD), por sua vez, informa que adotou providências e vai instaurar procedimento disciplinar para apurar os fatos.




Os soldados retiraram os objetos de uma casa desocupada localizada nas proximidades de um esconderijo de criminosos. A casa servia como suporte para o laboratório subterrâneo usado por traficantes para produzir e armazenar drogas, descoberto na Comunidade da Mana, no Bairro Jangurussu. O local tinha água encanada, televisão, energia e acesso à internet.

Segundo as investigações que levaram até o bunker, o sistema de eletricidade do local era ligado à eletricidade das casas desocupadas do entorno, como a casa onde os policias entraram e de onde levaram os objetos.

Fonte: G1
Compartilhar no G+