Praias turísticas do Ceará são afetadas por óleo, e animais aparecem mortos

Peixe aparece morto coberto por mancha de óleo no litoral cearense — Foto: Arquivo pessoal

PRIMEIRA PARTE DA MATÉRIA

Mais duas praias de Icapuí foram afetadas nesta terça-feira (22) pelas manchas de óleo que atingem todo o o Nordeste brasileiro. Pescadores se uniram para tentar fazer a limpeza nas areias das praias Ponta Grossa e Redonda, da cidade Icapuí, no Ceará. A mancha foi vista também seis quilômetros no mar de Icapuí, conforme Instituto Municipal de Fiscalização e Licenciamento Ambiental (Imfla).

"Eles [pescadores] disseram pelo rádio que tem até tartaruga morta no mar”, pontuou Tobias. O pescado, no entanto, ainda não foi afetado. “O que os pescadores trouxeram está limpo. As gaiolas de pescas também não estavam manchadas", acrescentou.

Quatro homens da Marinha fazem a limpeza no local. O material retirado das areias está sendo depositado em dois tanques azuis instalados na Praia de Barreiras.

Na segunda-feira (21), as manchas haviam atingido pela primeira vez a praia de Barreiras, também na cidade de Icapuí. Conforme os moradores locais, há um temor de que as manchas afetem os negócios na cidade. As demais praias do município não foram afetadas.

600 toneladas de óleo



Desde o dia 2 de setembro, foram recolhidas mais de 600 toneladas de resíduos das praias do litoral nordestino, ao longo dos 2.250 quilômetros afetados pelo óleo.

As manchas de petróleo em praias do Nordeste já atingiram 200 localidades em 78 municípios de 9 estados desde o início de setembro – o balanço mais recente do governo é desta segunda (21). A substância é a mesma em todos os locais: petróleo cru.

O fenômeno tem afetado a vida de animais marinhos e causado impactos nas cidades litorâneas. A origem do material poluente está sob investigação.

Fonte: G1 Ceará
Compartilhar no G+