5 coisas que você precisa saber sobre o câncer de próstata

O tratamento do câncer de próstata tem altos índices de sucesso, especialmente se descobertos nos estágios iniciais — Foto: Divulgação

Foco da campanha Novembro Azul, o câncer de próstata é um dos mais frequentes entre os brasileiros.

Dos meses “coloridos” com campanhas de conscientização sobre saúde, um dos mais populares é o Novembro Azul. Inspirado num movimento que começou na Austrália, no Brasil, a campanha teve início em 2011 e busca levar informação sobre a saúde do homem, especialmente o câncer de próstata. Esse é o segundo tipo de câncer mais comum entre os homens brasileiros. De acordo com estudos do Instituto Nacional de Câncer (INCA), estima-se que sejam diagnosticados 68.220 novos casos de câncer de próstata no Brasil em 2019. No entanto, a taxa de sobrevida da doença é alta, aproximando-se dos 100%, e aumenta quando o diagnóstico é feito ainda no início. Por isso é tão importante conhecer sobre o assunto.

Para ajudar a trazer mais informações, conversamos com Marília Bessa, Enfermeira do programa de Saúde do Sesc Ceará sobre alguns dos principais assuntos relacionados ao tema:

1- Prevenção

Como a probabilidade de sucesso no tratamento está diretamente ligada ao estágio em que a doença é descoberta, é muito importante fazer exames preventivos mesmo que não esteja sentindo nenhum sintoma. “A partir dos 50 anos deve-se realizar exames preventivos periódicos. Os dois principais são: o de sangue (PSA) e o clínico (toque retal). Homens com risco elevado devem começar os exames aos 45 anos”, explica Marília.

2- Estilo de vida

Vários estudos apontam relação entre a maior parte dos cânceres e os hábitos das pessoas, com fatores como alimentação, sedentarismo e consumo de determinadas substâncias aumentando consideravelmente as chances de a doença se desenvolver. Por isso, a enfermeira também indica um estilo de vida saudável como meio de se prevenir: “a alimentação é um fator de prevenção contra o câncer, desse modo recomenda-se o consumo frequente de frutas e verduras, limitar o consumo de produtos ultra processados (refrigerantes, biscoitos recheados) e de alimentos ricos em gorduras saturadas, encontradas em frituras e carnes embutidas. Além disso, a atividade física regular também representa fator de proteção, trinta minutos diários ou uma hora três vezes por semema”.

3- Alertas

Na fase inicial, o câncer de próstata não costuma apresentar nenhum sintoma, por isso é tão importante fazer o acompanhamento médico regular. No entanto, alguns sinais podem ser indicativos da doença (ou de outras alterações no órgão). A enfermeira aconselha que a pessoa “deve consultar um urologista caso tenha jato urinário fraco, dificuldade de urinar, vontade frequente, dor ou queimação, sangue na urina ou sêmen”.

4- Tratamento

Com o câncer de próstata diagnosticado, a escolha do tipo de tratamento depende de vários fatores e será definida pela equipe médica responsável, após discussão com o paciente. Marília explica que “para doença localizada (que só atingiu a próstata e não se espalhou para outros órgãos), cirurgia, radioterapia e até mesmo observação vigilante (em algumas situações especiais) podem ser oferecidos. Para doença localmente avançada, radioterapia ou cirurgia em combinação com tratamento hormonal tem sido utilizada. Para doença metastática (quando o tumor já se espalhou para outras partes do corpo), o tratamento mais indicado é a terapia hormonal”.

5- Conscientização

Embora ainda haja bastante desinformação e até preconceito com relação ao exame clínico usado no diagnóstico do câncer de próstata, campanhas como o Novembro Azul vêm ajudando bastante. “Com a maior divulgação já podemos perceber a procura nos postos de saúde pelos exames principalmente os homens que possuem histórico familiar e estão na faixa etária de maior incidência a partir dos 50 anos”, ressalta Marília.

Compreendendo a relevância da campanha, o Sesc preparou várias atividades em diferentes locais do Ceará para fortalecer o debate sobre o tema. Confira abaixo a programação:

Programação do Novembro Azul no Sesc:

Fortaleza

Sesc Centro – 4 e 5/11, 11h

Abertura da Casa Azul, onde serão disponibilizadas informações sobre a saúde do homem, com enfoque no câncer de próstata Sesc Centro – 14/11

Mesa Redonda – “Saúde do Homem: Conhecer e Prevenir”

Sesc Centro – 28/11, 11h

Evento com orientações, sorteio de brindes, jogos e brincadeiras

Sesc Fortaleza – 27 e 28/11, das 6h às 21h

Atividades educativas

Juazeiro do Norte

Mercado Pirajá – 14/11, 9h

Abordagem orientada

Educar Sesc – 18/11, 16h

Exposição temática - mesa temática, orientações acerca do tema, entrega de material educativo, preservativo Terreiro da Mestra Margarida (Sesc Juazeiro do Norte) – 18/11, 17h

Aulão de ginástica Crateús

Sesc Ler – 8/11, 19h

Palestra educativa

Penaforte

CRAS – 22/11, 9h

Palestra educativa Para ver mais da programação do Sesc Ceará, acesse o site vemprosescce.com.br

Fonte: G1 Ceará
Compartilhar no G+