Jovem descobre que gatinho adotado na Argentina era um puma selvagem.


Uma jovem de Tucumán, na Argentina, pensou que tinha adotado um gatinho, mas descobriu que o animal que estava criando, na verdade, era um puma selvagem.

Florencia Lobo encontrou Tito e sua irmãzinha fêmea, que batizou de Dani, durante um dia de pesca com os irmãos. Ela ouviu os miados, levou os animaizinhos para casa e cuidou deles até que Dani morreu, uma semana depois.

Flor continuou com Tito, com quem dormia todos os dias. Um tempo depois, ela notou que o gatinho estava andando estranho e consultou um veterinário, que descobriu sua verdadeira identidade.

"O veterinário não sabia dizer o que era, mas suspeitou que Tito não era um gato comum", disse Flor ao jornal local El Tucumano. "Procurei outros profissionais, todos queriam me cobrar entre 6 mil e 18 mil pesos pesos para operar sua patinha".

Por sorte, a "mãe" do pet conseguiu entrar em contato com um especialista na reserva de Horco Molle que, através de fotos, confirmou que Tito é um puma de Yaguarundi, uma espécie considerada selvagem (ou seja, não deve ser domesticada).

Com a ajuda da Fundação Argentina de Resgate de Animais (FARA), Tito voltou à natureza, que é seu habitat natural.

Em uma publicação feita na última sexta-feira (15) nas redes sociais, profissionais da FARA explicaram que o animal tem três meses de vida e que receberá tratamento para a lesão na pata antes de ser reinserido à reserva de Horco Molle.

Fonte: Uol
Compartilhar no G+