Lula sonha em disputar eleição presidencial, mas quer Haddad como 'plano B'

O ex-presidente Lula e o ex-prefeito Fernando Haddad, em ato em São Paulo Foto: Pedro Kirilos/Agência O Globo/09-09-2016

Ex-prefeito, que vai acompanhar petista em viagens pelo país, também pode ser lançado à disputa por São Paulo em 2020

Apesar de alimentar esperanças de conseguir se candidatar a presidente da República em 2022, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ensaia um movimento para manter Fernando Haddad como o plano B do PT, assim como ocorreu na eleição do ano passado.

Lula decidiu carregar o ex-prefeito de São Paulo a tiracolo nas viagens que pretende fazer pelo país depois que deixou a prisão, no último dia 8. Seria uma forma, na visão dos aliados, de deixar Haddad em evidência e consolidá-lo como herdeiro do lulismo.

No ano passado, Haddad assumiu a cabeça da chapa petista a um mês do primeiro turno, depois de Lula ter sua candidatura impugnada com base na Lei da Ficha Limpa , devido à condenação em segunda instância no caso do tríplex do Guarujá . Nas primeiras semanas como candidato, o ex-prefeito se vinculou totalmente ao ex-presidente, o que ficou evidente pelo slogan adotado pela campanha: “Lula é Haddad, Haddad é Lula” . No segundo turno, para tentar conquistar o eleitorado que não simpatiza com o PT, tentou se afastar do ex-presidente, apesar de a sua primeira atividade após garantir vaga na etapa final da disputa ter sido uma visita a Lula em sua cela na Superintendência da Polícia Federal do Paraná, em Curitiba.

Na última quarta-feira, Haddad viajou ao lado de Lula no jato particular que o levou a Salvador para participar da reunião da executiva nacional do PT. Hoje, os dois devem estar juntos em Recife para um festival em homenagem ao ex-presidente.

Fonte: O GLOBO
Compartilhar no G+