Travesti é presa suspeita de participar da morte de mulher em maio deste ano em Sobral, Região Norte do Ceará

O corpo de Maria Elailane foi encontrado com sinais de espancamento, apedrejamento e lesões por faca na cidade de Sobral, no Ceará. — Foto: Arquivo Pessoal

Segundo a Polícia Civil, Weshley foi responsável por filmar as agressões que levaram à morte de Maria Elailane em maio deste ano.

A travesti Weshley, com nome civil de Francisco Wezio Fernandes Lino,19 anos ,foi presa na manhã desta quarta-feira (20) suspeita de participar da morte da jovem Maria Elaiane do Nascimento. O crime aconteceu no dia 14 de maio deste ano na cidade de Sobral, Região Norte do Ceará.

Segundo a Polícia Civil, Weshley foi responsável por filmar as agressões que levaram à morte de Maria Elailane. Os investigadores disseram que a travesti incitou o grupo que espancou a jovem.

O corpo de Maria Elailane foi encontrado com sinais de espancamento, apedrejamento e lesões por faca em um imóvel abandonado no Bairro Terrenos Novos, em Sobral. As agressões começaram ainda na rua e só tiveram fim dentro da residência, onde a vítima foi executada.

Pelo menos nove pessoas foram presas suspeitas de participarem do crime. O Núcleo de Homicídios continua à procura de mais foragidos.

Familiares da mulher morta afirmaram à época que ela não tinha envolvimento com facções criminosas. De acordo com os parentes, um homem pediu para que um mototaxista fosse buscar Maria Elailane sob pretexto de fazer uma entrega à vítima para atraí-la ao local onde ela foi agredida e morta.

Fonte: G1 Ceará
Compartilhar no G+