Com o ressurgir das águas da Bica de Ipu turistas voltam a visitá-la


As primeiras chuvas de 2020 possibilitaram o renascer do volume hídrico das águas do riacho Ipuçaba, principal responsável pela formação do famoso "véu de noiva" da Bica de Ipu.

O fato atrai os turistas que vêem na Bica um ambiente bucólico e inspirador. Muitos banhistas ipuenses também aproveitam o espaço como forma de divertimento, "cura da ressaca", entretenimento às crianças etc.

Todavia, é necessário que a gestão municipal tome os devidos cuidados em relação a manutenção dos equipamentos que hoje estruturam o parque da APA da Bica de Ipu.

A conscientização em relação aos cuidados com o meio ambiente é outra situação ausente, considerando a quantidade de lixo que é jogado no local pelos frequentadores.

Salienta-se que o banho não é recomendado nas primeiras chuvas devido ao risco da bactéria causadora da melodiose.

Melioidose é infecção causada por bactérias Gram-negativas Burkholderia (antiga Pseudomonas) pseudomallei. Suas apresentações incluem pneumonia, sepse e infecção localizada em vários órgãos. O diagnóstico é feito por coloração e cultura. O tratamento com antibióticos, como ceftazidima, é prolongado (MSDMANUALS).

Fonte: Expresso Ipu
Compartilhar no G+