Ceará chega a 181 mortes e tem 3.108 casos de Covid-19

Fortaleza concentra a maioria dos registros, com 2.588 diagnósticos positivos. A Covid-19 já atingiu 91 municípios cearenses — Foto: Foto: AFP

Os dados foram atualizados pela plataforma IntegraSUS, da Secretaria da Saúde do Estado, às 9h10 deste domingo (19).

O Ceará soma 3.108 diagnósticos positivos para o novo coronavírus (Sars-Cov-2) e 181 mortes em decorrência da doença. Os dados foram divulgados por meio da plataforma IntegraSUS, da Secretaria da Saúde do estado (Sesa), às 9h10 deste domingo (19).

Fortaleza concentra a maioria dos registros, com 2.588 casos. No total, a Covid-19 foi diagnosticada em 91 municípios cearenses.

Dos óbitos, 141 aconteceram em Fortaleza, enquanto os demais aconteceram em pelo menos nos outros 22 municípios a seguir: Caucaia (5), Eusébio (4), Iguatu (4), Maracanaú (4), Horizonte (2), Jaguaribe (2), Limoeiro do Norte (2), Maranguape (2), Pedra Branca (2), Acarape (1), Acaraú (1), Aracati (1), Capistrano (1), Cariús (1), Farias Brito (1), Ipueiras (1), Itaitinga (1), Quixeramobim (1), Salitre (1) e Santa Quitéria (1), São Gonçalo do Amarante (1) e Tianguá (1).

Ceará vai receber 313 médicos para atuar nos postos de saúde durante a pandemia da Covid-19

Coronavírus: mais de 18,7 mil usuários do TeleSaúde foram aconselhados a buscar ajuda médica no Ceará

Equipamentos de proteção para profissionais de Saúde estão garantidos em Fortaleza, diz prefeitura

Outras informações atualizadas da plataforma:

São 10,282 casos suspeitos;

15.653 testes realizados;

A taxa de letalidade da doença no CE é de 5,8%;

91 cidades têm casos de Covid-19

Decreto prorrogado

O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), anunciou que o decreto que proíbe o funcionamento de empresas de serviços e produtos não essenciais deverá ser prorrogado, faltando somente avaliar por quanto tempo a medida vai vigorar. A medida foi anunciada na tarde deste sábado (18), por meio de live nas redes sociais. Esta é a terceira vez que o governo adia o fim do decreto para diminuir a transmissão do novo coronavírus. Dessa vez, a decisão seguiria até a meia-noite de segunda-feira (20).

Fiscalização em comércios não essenciais

Estabelecimentos em cerca de 24 bairros de Fortaleza foram vistoriados nesta quarta-feira (15), em um trabalho de intensificação do cumprimento do decreto estadual que determina o não funcionamento de comércios como estratégia de combate ao avanço do novo coronavírus.

Proprietários cujos negócios estavam abertos foram alertados por equipes da Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis), da Polícia Militar e da Guarda Municipal.

O trabalho em conjunto dos órgãos de fiscalização e segurança tem o objetivo de conscientizar as pessoas sobre a necessidade do isolamento social. A primeira abordagem não gera multa, mas caso o estabelecimento apresente reincidência do descumprimento do decreto pode ser multado em R$ 50 mil.

O governador disse ainda que aguarda a chegada de 700 respiradores comprados de uma empresa chinesa nas próximas semanas.

Benefícios na conta de água




O governador anunciou também que enviou nesta quarta-feira à Assembleia Legislativa um projeto de lei que isenta mais famílias de baixa renda do pagamento de água nos próximos meses.

Conforme o governador, 123 mil famílias de área rural também terão a conta paga pelo Governo do Estado, caso o projeto seja aprovado na Assembleia Legislativa, onde Camilo Santana tem ampla maioria. O benefício vai alcançar também famílias de baixa renda de cidades que não são abastecidas pela Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece).

Outras medidas

O governador do Ceará, Camilo Santana, anunciou na quinta-feira (9) que vai distribuir 423 mil cartões de vale-alimentação para alunos da rede pública de ensino do estado. O valor do cartão será de R$ 80.

Outros benefícios adotados pelo Governo do Estado foram:

Suspensão da conta de água por três meses consumidores de baixo consumo

Suspensão da conta de energia para consumidores de baixa renda

Distribuição de 200 mil botijões de gás para população mais vulnerável




Fonte: G1 Ceará
Compartilhar no G+