Governo regulamenta entrega de botijões para famílias em vulnerabilidade social no Ceará; veja quem tem direito


O programa é uma alternativa para mitigar os impactos econômicos gerados pela pandemia do novo coronavírus.

O Governo do Ceará definiu as regras para a distribuição dos 200 mil botijões de gás de cozinha, destinados às famílias em situação de maior vulnerabilidade social no estado. As determinações estão previstas em um decreto publicado no Diário Oficial do Estado, em edição desta terça-feira (21), dia em que o mesmo entrou em vigor.

A doação do gás de cozinha às famílias de baixa renda foi anunciada pelo governador Camilo Santana no último dia 7 de abril e é uma alternativa para mitigar os impactos econômicos gerados pela pandemia do novo coronavírus.

O número de famílias beneficiadas pelo Programa Social de Distribuição de Gás começou em 200 mil, mas deve saltar para quase 250 mil, informou o chefe do executivo estadual, durante entrevista ao programa Bom Dia Ceará, na manhã desta quarta-feira (22). O prazo para o acréscimo dos cerca de 50 mil novos botijões, porém, não foi definido.

"Nós selecionamos as famílias de menor baixa renda que estão cadastradas no Bolsa Família. Pegamos o corte dessas famílias, inclusive aumentamos: deverá sair de 200 mil para cerca de quase 250 mil famílias".

A entrega do produto, ainda segundo o governador, deve ser iniciada "no mais tardar" até o início da próxima semana, em todos os municípios cearenses. Antes disso, as famílias habilitadas devem receber um “Vale Gás de Cozinha”, fornecido pela distribuidora contratada, a partir do qual ficará assegurado o direito ao recebimento de uma recarga de botijão.

"A relação dessas famílias já foi repassada para a empresa, que está construindo a logística para a distribuição desse vale gás. Esse vale gás virá com o nome do beneficiário e nós vamos pedir apoio dos prefeitos para a distribuição em todos os municípios", afirmou Camilo Santana.

Serão beneficiadas as famílias que constem do Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal, desde que cumpram um dos seguintes critérios:

sejam beneficiárias do Cartão Mais Infância Ceará;

sejam beneficiárias do Bolsa Família, com renda “per capita” igual ou inferior a R$ 89,34

possuam jovens em situação de vulnerabilidade social inscritos no Programa Superação

A identificação das famílias é realizada pelo Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece) e pela Secretaria da Proteção Social, Justiça, Cidadania, Mulheres e Direitos Humanos (SPS), a quem compete a operacionalização do programa, através da distribuição do “Vale Gás de Cozinha”.

A distribuição será feita graças a uma parceria com a Nacional Gás. Camilo Santana agradeceu ao diretor presidente do Grupo Edson Queiroz, Abelardo Gadelha Rocha Neto, pela parceria. "A Nacional Gás vai distribuir a preço de custo, sem nenhum lucro. Quero agradecer em nome do Abelardo Rocha, representante do Grupo Edson Queiroz", disse.

O decreto em vigor prevê, a partir do programa, "intensificar, no atual e delicado cenário, as políticas públicas que se voltem ao atendimento dessa população mais necessitada", diz trecho do documento. As despesas decorrentes serão custeadas pelo Fundo Estadual de Combate à Pobreza - FECOP.

Meta do Ceará é chegar a mais de 500 novos leitos de UTI O governador do Ceará, Camilo Santana, disse nesta terça-feira (21) que pretende implantar no estado mais de 500 novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para garantir o atendimento da população contra o novo coronavírus.

"Nós temos a meta de criar mais 556 leitos de UTI no estado, mas precisamos contratar mais profissionais. Por isso lançamos edital de chamamento público para contratar equipes para operacionalizar os leitos de UTI", afirmou o governador em live nas redes sociais.

Decreto prorrogado até 5 de maio O governador Camilo Santana anunciou, na noite do domingo (19), que o decreto de isolamento social que proíbe o funcionamento de serviços não essenciais vai se estender por mais 15 dias no Ceará. O novo prazo termina no próximo dia 5 de maio. Esta é a terceira vez que o governo adia o fim do decreto para diminuir a transmissão do novo coronavírus. A decisão já esta publicada no Diário Oficial do Estado (DOE).

"Informo aos cearenses que estou prorrogando por mais 15 dias o decreto estadual que trata do enfrentamento ao coronavírus no Ceará, mantendo as restrições dos decretos anteriores, e reforçando medidas de proteção nos serviços essenciais que já funcionam, como bancos, lotéricas, supermercados e farmácias", escreveu.

Benefícios na conta de água




A Assembleia Legislativa aprovou na última sexta-feira (17) isenção de tarifas de água para moradores de baixa renda abastecidos por serviços autônomos municipais e pelo Sistema Integrado de Saneamento Rural (Sisar). Segundo Camilo Santana, 123 mil famílias de área rural serão beneficiadas.

Assembleia também aprovou ainda decreto de calamidade pública de mais 58 municípios cearenses, além do auxílio financeiro para estudantes da rede pública do Ceará.

Outras medidas

O governador do Ceará, Camilo Santana, anunciou na quinta-feira (9) que vai distribuir 423 mil cartões de vale-alimentação para alunos da rede pública de ensino do estado. O valor do cartão será de R$ 80.

Outros benefícios adotados pelo Governo do Estado foram:

Suspensão da conta de água por três meses consumidores de baixo consumo

Suspensão da conta de energia para consumidores de baixa renda



Fonte: G1 Ceará
Compartilhar no G+