UTIs do hospital IJF 2, em Fortaleza, têm mais de 90% de ocupação por pacientes de Covid-19, diz prefeito


Dos 50 leitos disponíveis, 46 estavam ocupados na tarde desta sexta-feira (24). O hospital de campanha Presidente Vargas terá mais de 60 pacientes até a manhã deste sábado.

Até a tarde desta sexta-feira (24), o hospital Instituto Dr. José Frota (IJF 2), em Fortaleza, tinha 46 dos seus 50 leitos de unidade de terapia intensiva (UTI) ocupados por pacientes com a Covid-19, o que corresponde a 92% da atual capacidade. A informação foi repassada nesta noite pelo prefeito Roberto Cláudio em transmissão ao vivo pelas redes sociais.

Segundo o gestor, o número se refere às 16h de sexta e trata-se de um parâmetro dinâmico. Desde o início da pandemia do novo coronavírus (SARS-CoV-2), as UTIs do IJF 2, que estão atendendo exclusivamente a infectados pela doença, já receberam mais de 100 pacientes. Cerca de 22% deles conseguiram receber alta. Os demais permanecem na UTI, já foram transferidos para leitos comuns, ou vieram a óbito.

Em relação ao hospital de campanha montado no estádio Presidente Vargas (PV), no Bairro Benfica, Roberto Cláudio relatou que o local deve ter mais de 60 pacientes até a manhã deste sábado (25), já que enfermos alocados nas Unidades de Pronto-Atendimento (UPAs) devem ser regulados e transferidos nas próximas horas. A previsão é que 100 pessoas estejam internadas no PV até o início da próxima semana. O hospital já funciona com duas alas, com 51 leitos cada, e ainda serão abertos mais dois blocos similares.

"Alguns pacientes já foram entubados, infelizmente precisaram ser entubados no próprio PV. Alguns que agravaram nós conseguimos transferir a tempo para o IJF 2. E outros pacientes, inclusive, com quadros mais leves e que chegaram lá basicamente para observação de uma eventual complicação também já receberam alta", conta Roberto Cláudio. O hospital de campanha é destinado a casos de média complexidade e não conta com UTIs, apesar de ter estrutura disponível para eventuais complicações nos casos.




Fonte: G1 Ceará
Compartilhar no G+