Ceará recebe 30 respiradores para equipar UTIs públicas

Trinta respiradores que serão usados em UTIs públicas chegam ao Ceará, após envio do Ministério da saúde. — Foto: Governo do Ceará/ Divulgação

Equipamentos de UTIs chegaram ao estado neste sábado (2), conforme o governador Camilo Santana.

O Ceará recebeu 30 respiradores, enviados pelo Ministério da Saúde, para equipar as novas unidades de terapia intensivas (UTIs) públicas do estado, para tratamento de pacientes com Covid-19. A informação foi divulgada pelo governador Camilo Santana na tarde deste sábado (2).

"Será uma importante ajuda para salvar vidas neste grave momento. Agradeço ao Governo Federal", escreveu Camilo na postagem em rede social.

O Ceará já havia recebido do Governo Federal outros 15 respiradores para equipar as UTIs públicas do hospital Leonardo da Vinci, unidade de saúde reativada em Fortaleza exclusivamente para o tratamento da Covid-19.

Neste sábado, a taxa de ocupação de leitos de UTI para a Covid-19 nas unidades sob gestão da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) é de 97% na região de Fortaleza e 90% no Estado. O dados foram repassados pela Sesa.




O governador afirmou na sexta-feira (1º) que vai prorrogar o decreto de isolamento social e que avalia medidas ainda mais duras, principalmente, em Fortaleza.

Questionado se pode adotar o lockdown - bloqueio total de circulação de pessoas -, o governador informou que não descarta nenhuma medida.

"Com certeza estamos discutindo medidas de endurecimento aqui pra capital e não descarto nenhum tipo de medida. Mas ainda estamos avaliando, a partir de orientações científicas, com relatórios, que medidas serão essas que o Estado e a Prefeitura irão tomar pra endurecer mais ainda e restringir a capital”, disse Camilo.

O Ceará é um dos estados mais afetados pela doença, com mais de oito mil pessoas infectadas e 595 óbitos. Mesmo com as medidas restritivas em vigor, os números seguem aumentando no estado.

Mais 100 UTIs para Fortaleza

Durante a coletiva, Camilo Santana também anunciou a abertura de 100 novos leitos de unidade de terapia intensiva (UTI) até o fim da próxima semana em Fortaleza. Além disso, declarou ainda que o Centro de Formação Olímpica (CFO), localizado no Bairro Castelão, também terá estrutura para atender casos de Covid-19 com menor complexidade.

O governador e o prefeito de Fortaleza, contudo, alertaram para os esforços da população em ajudar no controle da doença, mesmo com a implementação de novas vagas na rede de saúde aos enfermos.

"A velocidade do número de casos tem sido maior do que a nossa implantação de leitos aqui na capital. Há uma necessidade de diminuir essa velocidade para garantir que as pessoas possam ser atendidas, possam ter direito a ter um leito hospitalar", pontuou Camilo.

"Não haverá leitos suficientes se não houver isolamento efetivamente cumprido", complementa Roberto Cláudio.



Fonte: G1 Ceará
Compartilhar no G+